FÉ RACIOCINADA !

Fé Raciocinada !!! Não tenhamos uma Fé Cega, não podemos acreditar em tudo que nos dizem. Por isso a recomendação "Amai-vos e Instruí-vos". Só conseguiremos ter uma Raciocinada através do estudo. Estude e saberá quando está sendo enganado, seja pelo ser humano ou por um "(espírito)".

sábado

Fé, Fé Cega e Fé Raciocinada

          Fé
 
     Definição;
     Fé é a firme opinião de algo que é verdade.
     Não existe dúvidas quando se tem a verdadeira fé, pois é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo.
     Podemos ter fé em uma pessoa, num objeto, numa ideologia, num pensamento filosófico, num conjunto de sistemas e regras, num paradigma, num dogma.

     Fé > vem do latim fides = fidelidade
     Crer > vem do latim credere = ter como verdadeiro
   
     Fé é uma atitude de consciência.
     Crer é um ato de boa vontade.


          Fé Cega
     
     A fé cega é aquela sem conhecimentos, sem experiência e sem vivência, é uma fé emocional.
     Estamos numa caminhada pela nossa evolução, mas para que esse crescimento aconteça temos que estudar, temos que saber como as coisas funcionam e também procurar viver aquilo que aprendemos.
     Só vivendo esse aprendizado é que teremos condições de abrir os olhos para os detalhes que se apresentam em nossa frente.
     A criatura que possui uma fé cega é aquela que na hora do desespero corre ao encontro de uma solução, que acredita em tudo que lhe dizem sem questionamento, é aquela que apenas repete fórmulas superfíciais, formuladas e ditadas por esta ou aquela religião, pois não possui a base do aprendizado para discenir o certo do errado e assim vive desorientada e confusa diante dos problemas e situações mais difíceis.
     Muitos são os que se aproveitam da boa fé dessas pessoas nesses momentos de fragilidade para as ludibriarem, para tirarem delas tudo o que podem usando o dom da palavra, cerimoniais, rituais, antes que elas possam parar para pensar ou que outras pessoas possam alerta-las.

          Fé Raciocinada
   
     A fé raciocinada é quando a criatura entende as leis do universo, que são as leis que as dirigem, não há dúvidas, para tudo existe uma explicação. Quando racionalmente se entende que Deus é bom e dá aos seus filhos inúmeras oportunidades, que os permite aprender com seus erros e com suas escolhas, chega-se a conclusão de que Deus não tem mistérios, ele permite que as pessoas compreendam através de sua própria responsabilidade.

     "Escolhemos segundo desejamos e colhemos segundo escolhemos"

     Deus não tem preferências, não pune e nem premia a ninguém. Ele garante a todos nós a igualdade.
     Temos que raciocinar sobre as coisas que vemos e ouvimos ou que alguém ouviu falar. Kardec já dizia que temos que ter uma fé baseada no conhecimento. Com o estudo temos condições de colocar ou não fé no que está sendo exposto.
     A fé representa segurança, pois conhecendo os fundamentos, a base daquilo em que a pessoa acredita, ela adota o comportamento correspondente aos princípios morais.
     Com a fé raciocinada a criatura não permite que os problemas da vida a derrube, pois fundamenta a sua fé não nas manifestações sejam elas manipuladas ou não e nem nas aparências, mas no cumprimento fiel daquilo em que tem fé.
     Fé não é o que se fala, não está numa vestimenta ou num corportamento. Fé não é cerimônia, não é evento, não é ritual, não é repetir palavras, não são sinais. Fé é algo muito mais profundo, é  padrão da verdade, é a essência da escolha que a criatura fez nos princípios que devem ser vividos.
     Aquela pessoa que tem fé raciocinada, coloca o seu comportamento de acordo com  aquilo que diz que acredita e pelo simples fato da coerência entre a fé e atitude, encontra as raízes que lhe sustenta em qualquer dificuldade. Enquanto que aquela pessoa que só acredita, não faz nada além de se desesperar, pois sempre está movida pela dúvida, o que a faz pular de um lugar para o outro.
     Quem tem fé raciocinada não se desespera nunca.
     Defende sempre seus princípios morais, pois, quando no dia-a-dia não agimos de acordo com aquilo em que acreditamos verdadeiramente e temos fé, perdemos a nossa identidade.
     Ter fé exige conduta coerente com os seus valores morais.
     A criatura que apenas acredita, age sempre de acordo com as suas conveniências.

     Se a criatura não estiver sintonizada com o espírito de Deus, seu Criador, ela não tem fé, apenas acredita Nele.

11 comentários:

  1. Anônimo11:24

    gostei muito da sua explanação, sinto-me mais confiante na minha fé, muito obrigado pelas suas palavras.
    Pérsio Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pérsio, volte sempre.

      Excluir
  2. Anônimo20:53

    Show! Adorei a explicação. Ficou muito claro pra mim qual tipo de fé devo ter.

    ResponderExcluir
  3. Explicação belíssima e inspiradora amiga. Vou estudar muito seu blog, e tenho fé que aprenderei muito. Obrigada por nos iluminar.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo21:42

    Jesus Cristo um dia disse ...Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará !

    ResponderExcluir
  5. Anônimo23:49

    Posso comentar, ou é para elogiar?, Se posso comentar, quero dizer que gostei do tino do raciocínio, não li todo o texto, pois encontrei um trecho
    embaraçoso quando você diz que Deus deu a todos as mesmas igualdades, opa! isso não é verdadeiro, enquanto eu vim ao mundo com saúde, muitos vieram com graves deficiências. A coisa é um pouco diferente. Somos todos envenenados com o veneno do próprio Homem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este espaço é para comentários. Fique sempre a vontade! Então.....deveria ter lido....assim entenderia que Deus deu a todos as mesmas igualdades. Escolhemos segundo desejamos e Colhemos segundo Escolhemos. Deus não pune, nem premia ninguém, todos são submetidos às Leis Universais. Bjs

      Excluir
    2. Anônimo08:11

      Mas se Deus é bom e justo, Ele não pode conceder privilégios para uns, e não para outros. Concorda? Sendo assim, qual é a explicação para essas diferenças? Já parou para pensar?

      Excluir
    3. E eu te respondo com a seguinte pergunta:
      Você leu o que respondi na sua primeira pergunta?
      Se não leu leia e reflita, se mesmo assim não concordar, creio que seja o seu momento para começar a estudar mais profundamente sobre o assunto.
      Por isso a recomendação de Jesus "Amai-vos e Instruí-vos". Só conseguiremos entender e ter uma Fé Raciocinada através do estudo.
      Paz e Luz a você!

      Excluir
  6. Anônimo23:51

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Não se pode dizer que Deus não é justo. Colhemos o que plantamos.

    Muitas vezes, as pessoas nascem deficientes sim, eu acho uma dádiva, eu gostaria de ser especial.

    Muitas vezes, acontecem coisas segundo o Karma, que a pessoa não tem culpa. Mais as pessoas não é a carne que sofre, e sim o espírito que vive diversas vezes. Outros eventos, chamados "Injustos", é causado pelo efeito da egrégora de maldade, que nós mesmos criamos.

    Fazemos coisas erradas e depois culpamos a Deus? que ingratidão a nossa.

    Uma mãe viu o filho nascer deficiente, ela culpou Deus por aquilo. Mais não foi Deus que usou drogas durante a grávidez.

    Injusto é o homem que não reconheçe a graça de Deus.

    Ótimo texto.

    ResponderExcluir

Olá! Muito Obrigada pela sua visita e comentário. Para mim é muito importante saber a sua opinião, afinal este cantinho é nosso !
Volte sempre!